The Christian Post > Entretenimento|Seg, 9 Set. 2013 11:29 AM EST

Pastor é acusado de fraudar igreja para financiar carreira pop da esposa em Cingapura

PorHamlet Kim | Repórter do The Christian Post

Kong Hee, pastor e fundador da maior igreja cristã de Cingapura, é acusado de desviar verbas milionárias da igreja para financiar a carreira da sua esposa, a cantora pop Ho Yeow Sun.

Segundo a agência AFP, o fundador da Igreja da Cidade da Colheita (CHC) e cinco pessoas ligadas a ele foram indiciados no ano passado por conspirar para desviar dinheiro da CHC.

Eles teriam utilizado US$ 24 milhões de fundos para financiar a carreira musical da mulher do pastor. Além disso, outros US$ 26 milhões teriam sido usados para cobrir o primeiro desvio.

Segundo a denúncia, a produtora Xtron, cujo diretor é membro da igreja e que geria a carreira de Ho, também teria servido como canal para desvio de dinheiro. O diretor Choong Kar Weng foi uma das primeiras testemunhas no julgamento.

Dedois do episódio, o site da cantora foi invadido por hackers que deixaram uma mensagem que dizia que ela era uma pessoa que, “havia falhado como mulher, como uma esposa, como uma cantora e, mais importante, como uma ser humana.”

No Facebook da igreja, diversos membros expressaram seus sentimentos com relação ao episódio, com alguns pedindo ao pastor para que ele se arrependa e não deixe o caso ser prolongado mais.

Curta-nos no Facebook

“Por favor, pastor, não deixe isso se prolongar ainda mais! (...) Eu não foi dar meu dízimo sem saber onde meu dinheiro está indo, por favor se arrependa agora”, escreveu uma pessoa identificada como um “membro preocupado”.

O pastor por sua vez agradeceu a muitos da igreja e de sua família que ele diz que estão apoiando a ele e à sua esposa.

O julgamento foi iniciado no final de agosto e deve estender por um mês.

  • Victoria Osteen e seu esposo Joel Osteen, pastor sênior da Igreja Lakewood em Houston, Te...
  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
Não Perca