The Christian Post > Cotidiano|Dom, 4 Jul. 2010 03:38 AM EST

Pastor influente Alerta sobre Socialismo

PorLillian Kwon | Christian Post Reporter tradutor Amanda Gigliotti

Os Estados Unidos estão, atualmente, em uma posição muito perigosa, disse o pastor de renome e autor Dr. Charles Stanley. Hoje, mais do que nunca, o país está se afastando de Deus e indo em direção ao socialismo, advertiu. E as conseqüências serão graves.

  • charles-stanley
    (Foto: In Touch Ministries via The Christian Post)
    Dr. Charles Stanley oferece uma mensagem de quatro de julho, na Primeira Igreja Batista, em 2 de julho de 2010.

"Nós conhecemos a verdade, conhecemos os princípios de Deus. Apesar de tudo isso, encontramo-nos como uma nação a violar as leis de Deus, indo na direção que vai ser desastrosa para nós, para nossos filhos e as gerações que estão por vir se não houver uma mudança," disse.

Falando para milhares na Primeira Igreja Batista de Atlanta e uma audiência da Web ao vivo, na sexta-feira, Stanley emitiu uma decepcionante mensagem de 4 de julho sobre uma maré espiritual perigosa que está tomando conta do país e da necessidade crucial de oração.

"Há uma maré que tocou nas costas da nossa terra e atingiu o coração de nossa nação," disse ele contra o pano de fundo a bandeira dos EUA. "é uma maré que está trazendo idéias e filosofias, ações e atitudes que acabarão por destruir o modo de vida que você e eu temos."

O influente pastor e fundador da In Touch Ministries listou 12 coisas envolvidas na maré. Entre elas estão a crise financeira e a mudança para o socialismo.

Com o aumento da dívida nacional em bilhões a cada dia e aumento da tributação, as gerações futuras, provavelmente, vão ficar com uma dívida tão pesada que eles nunca serão capazes de gastar mais do que eles fazem, disse ele.

Curta-nos no Facebook

Direcionando a idéia de espalhar a riqueza, Stanley, enfatizou que "não é responsabilidade do governo cuidar de nós. é de proteger-nos.

"Somos responsáveis por cuidarmos de nós mesmos."

Socialismo, destacou, opõe-se, principalmente, ao cristianismo e judaísmo.

"No cristianismo, somos ensinados a fazer o nosso melhor porque temos sido agraciado por Deus. Portanto, há motivação, vontade e nós cooperamos," explicou. "Nós usamos nossos dons espirituais para o bem de todos."

Mas em uma sociedade socialista, no qual o governo controla todos os meios de produção e distribuição, não há motivação para a assiduidade e a criatividade é sufocada, disse ele.

Quanto há menos recompensa, há menos para dar. E, tal como evidenciado pela recente crise, o que sofre primeiro é o apoio ao trabalho missionário.

"Você vê, ela afeta todos os aspectos da sociedade," Stanley alertou.

Ele acrescentou: "Naturalmente, quando o governo assume o controle, você acha que a liberdade de expressão sempre vai estar lá?"

"A maré está trazendo um controle que irá, na verdade, tentar silenciar a verdade e tentará suprimir a devoção religiosa e o culto do povo de Deus."

A maré começou a deslocar-se em muitos anos atrás, ele notou, quando o governo e os tribunais começaram a proibição de oração nas escolas e remoção de referências a Jesus, Deus e os Dez Mandamentos da praça pública, Stanley observou.

"é uma tentativa de destruir o espírito cristão na América," disse ele.

"Há uma guerra em curso contra Jesus," declarou. "é parte da estratégia. A principal razão para esta guerra contra ele é que Ele está interferindo com o plano para tornar esta nação socialista. Remarcá-lo. é a verdade."

Entre os outros elementos da maré perigosa são: o terrorismo, virar as costas a Israel, o anúncio de que os Estados Unidos não são uma nação cristã, aumentando as catástrofes nacionais, um afastamento da visão bíblica do casamento, e suporte para matar o não nascido, listou Stanley.

“Rebaixar isso pelo socialismo, porque esses três grupos de pessoas não contribuem para o estado… não tem nenhum valor: bebês não nascidos, os idosos e aqueles que são desabilitados,” disse o pastor de Atlanta.

Com a maré movendo-se rápido, Stanley emitiu uma ordem aos cristãos para revertê-la.

Ele chamou os que crêem para juntarem-se a ele em 140 dias de humilhação, arrependimento dos pecados e orando a Deus.

“A Bíblia diz que o julgamento começa na casa de Deus. Nós não esperamos que as pessoas perdidas façam tudo isso, porque esse é o trabalho do povo de Deus; e nossa responsabilidade” salientou. Muito de onde estamos é por causa da nossa apatia. Nós não temos orado por esses homens que estão tomando decisões.”

“Você quer que esta nação continue seguindo por onde está ou você quer que voltemos à trilha correta?” colocou ele.

A oração, ele disse, é uma coisa que sabemos que funciona.

“Voce acredita que Deus responde à oração?” perguntou. “Ore para Deus mudar a direcao deste curso.”

Ele acrescentou que as orações têm que ser apoiadas pela justiça e a vida piedosa se quer que seja eficaz e alterar a nação.

Nunca houve uma nação como os Estados Unidos. Nós não queremos que os mesmos fracassem ou caiam.

Para unir-se à Stanley em 140 dias de oração, visite: http://intouch.org/

  • Victoria Osteen e seu esposo Joel Osteen, pastor sênior da Igreja Lakewood em Houston, Te...
  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
Não Perca