The Christian Post > Cotidiano|Qui, 9 Mai. 2013 10:40 AM EST

Pastor Marcos Pereira alegava que as mulheres estavam ‘possuídas’ para fazer relações sexuais, diz delegado

Vítimas do pastor Marcos Pereira relataram que ato servia para ‘salvação’

PorGiana Guterres | Correspondente do The Christian Post

Os depoimentos das mulheres vítimas de abuso sexual por parte do pastor Marcos Pereira da Igreja Assembleia de Deus dos Últimos Dias foram divulgados pela polícia nesta quarta-feira (08). As investigações revelaram ainda que a igreja seria um dos locais dos atos e que o apartamento também era palco de orgias com homens e mulheres.

  • pastor Marcos Pereira da Silva
    (Foto: Assembleia de Deus dos Últimos Dias)
    Pastor Marcos Pereira da Silva da Assembleia de Deus dos Últimos Dias.

O delegado Márcio Mendonça, responsável pela Delegacia de Combate às Drogas (Dcod) no Rio de Janeiro, contou após ouvir as vítimas que o pastor Marcos Pereira alegava às mulheres que elas estavam “possuídas” e que só estariam livres do “mal” quando tivessem relação sexual.

“Ele tinha um comportamento semelhante quando estuprava as mulheres dentro da própria igreja. Ele dizia que elas estavam possuídas, demoniadas e ele fazia crer que a única forma que essas pessoas pudessem ser libertadas daquele demônio era tendo relação com uma pessoa santa”, explicou o delegado Mendonça ao G1.

Entre as novas informações da polícia, estão mais detalhes dos estupros. “Na igreja, tem pessoas que prestam serviço para ele e que não recebem nada. Elas servem o café, ajudam na limpeza, fazem o almoço. Ele se aproveitava e abusava das pessoas naquele local mesmo”, acrescentou Márcio Mendonça. Os relatos apontam que o pastor costumava agir com violência, obrigando as mulheres a fazer sexo com mulheres e homens a transarem com homens.

Uma jovem, que foi violentada dos 14 aos 22 anos, decidiu morar na residência da igreja, contou em depoimento em abril deste ano. As conversas sobre um “espírito lésbico” levaram aos abusos, segundo informou uma reportagem da Veja. O pastor passou “a trazer outros membros da ADUD para participar dos atos sexuais e um garoto de programa em uma das vezes”. Marcos “tinha sempre predileção por sexo anal”, relatou a jovem à polícia.

Além dos crimes de tráfico de drogas e lavagem de dinheiro, os policiais investigam a morte de vítimas que teriam tentado denunciar os crimes de Marcos Pereira. Segundo a polícia, uma jovem assassinada em 2008 foi morta antes de conseguir fazer a denúncia. Um sobrinho do pastor foi detido pelo assassinato.

Curta-nos no Facebook

  • Victoria Osteen e seu esposo Joel Osteen, pastor sênior da Igreja Lakewood em Houston, Te...
  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
Não Perca