The Christian Post > Cristianismo|Seg, 16 Jul. 2012 10:48 AM EST

Pastor norte-americano ainda gera polêmicas sobre ‘oração do pecador’

PorDaniel Hamer | Correspondente do The Christian Post

O Pastor norte-americano David Platt, líder de uma igreja batista em Birmingham, Alabama, vem sendo criticado duramente por afirmar que a “oração do pecador” é supersticiosa e antibíblica.

  • david platt
    (Foto: The Christian Post)
    David Platt, pastor norte-americano, fala na Conferência Verge sobre a "oração do pecador".

De acordo com David, apenas a repetição de uma oração “aceitando Jesus” não torna a pessoa cristã. Ele ainda afirma que essa oração não existe no Novo Testamento.

“Não deveria nos preocupar sabermos que a Bíblia nunca usa as frases “aceite Jesus em seu coração” ou “convide Cristo em sua vida”? indagou Platt, em uma conferência.

Segundo o pastor, muitas pessoas nas igrejas estão simplesmente perdendo o sentido da vida Cristã, e que muito disso se deve pela forma que o Evangelho está sendo “vendido”.

“Aceite Jesus em seu coração, convide Cristo em sua vida. Isso não é o Evangelho sendo pregado. É o evangelismo moderno construído sobre areia movediça e corre o risco de desiludir milhões de almas”, comentou Platt.

Segundo ele, se não houver cuidado, “iremos retirar do Evangelho, o sangue vital do Cristianismo e colocar refrigerante de uva em seu lugar para que tenha um ‘gosto’ melhor para as multidões.”

Curta-nos no Facebook

“Isso não é apenas perigoso mas trará condenação”.

“Então, quando eles pensarem em fazer discípulos, pensarão que basta sair e pedir para que as pessoas apenas repitam essa oração”, disse Platt.

A oração baseia-se na crença de que “arrependimento dos pecados e fé pessoal no Senhor Jesus Cristo são necessários para a salvação”. A resolução foi aprovada no final de Junho na Convenção Batista do Sul, nos Estados Unidos, que cita Romanos 10:13 e afirma que o “arrependimento e fé envolvem um clamor por misericórdia e um chamado ao Senhor”.

Os batistas atentam para o cuidado com a resolução, de que a oração do pecador não é um ‘encantamento’ que resulta em salvação meramente por sua recitação e não deve ser manipulado ou utilizado fora de uma articulação clara do Evangelho.

A resolução foi introduzida por Eric Hankins, pastor da Primeira Igreja Batista em Oxford, Mississipi, devido a um aumento da preocupação entre os batistas do sul que têm a visão tradicional da doutrina da salvação sob a influência do movimento “Novo Calvinismo” na denominação.

Platt afirma que seus comentários sobre a oração do pecador têm sido profundamente motivados por uma preocupação autêntica com a verdadeira conversão e regeneração dos membros da igreja.

Apesar das duras críticas o presidente do Seminário Teológico Batista do Sul dos Estados Unidos, Danny Akin, defendeu a posição de David Platt. Danny também acredita que o Evangelho deve ser apresentado de maneira pura e simples e também se preocupa com as falsas conversões.

Veja o vídeo da oração do pecador e do pronunciamento de Platt sobre a oração:

  • Victoria Osteen e seu esposo Joel Osteen, pastor sênior da Igreja Lakewood em Houston, Te...
  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
Não Perca