The Christian Post > Cristianismo|Qui, 3 Fev. 2011 17:45 PM EST

Pastores Convidados a Conduzir o Culto Familiar Diário

PorAudrey Barrick | Repórter do Christian Post tradutor Abigail Viana dos Santos

Na terça feira, milhares de pastores falaram sobre a importância do culto familiar.

"O culto familiar é precioso," disse Joel R. Beeke, presidente do Seminário Teológico Puritano Reformado.

Em uma nota mais assertiva, ressaltou, "Sua família deve a sua lealdade corporativamente a Deus.”

Beeke apontou aos pastores participantes da confêrencia anual Desiring God (Desejando Deus), em Minneapolis. O tema do evento de três dias, que terminou quarta-feira, foi "A vida poderosa do Pastor de Oração."

Antes do discurso de Beeke, John Piper, fundador do Desiring God, convidou os pastores a iniciar a tradição de cultuar regularmente em casa e não dar a desculpa de que essa tradição não foi transmitida por seus pais.

"A tradição começa em algum lugar. Não pense que não pode começar com você," disse Piper.

Curta-nos no Facebook

Para Beeke, o culto da família era realizado uma vez por semana, aos domingos. Sua família orava junta e seu pai lia O Peregrino (The Pilgrim's Progress). Mas nunca se empenharam em conversas durante esses momentos.

Hoje, Beeke conduz sua família no culto todos os dias.

Ele admitiu: "É o ponto alto do meu dia. Eu não vou perder isso por nada."

"Eu sei que para a essência do meu ser... é fundamental ter o culto familiar."

Beeke, pai de três filhos, desafiou colegas pastores para ver o culto doméstico à forma como o fizeram os puritanos.

Os puritanos levavam tão a sério e viam isso como tão fundamental que impediria um homem de participar da ceia, se ele não conseguisse liderar sua família no culto, disse ele. O culto familiar era considerado a espinha dorsal da sociedade.

Rapidamente ultrapassando os fundamentos teológicos do culto familiar, o professor de teológica sistemática observou que Deus é uma família de Deus e não um Deus solitário.

"Ele é um Deus trino," explicou. "Ele é uma relação intra-trinitária. Essa é a base das relações familiares. Devemos imitar a Ele no culto familiar."

Sumarizando aos pastores sobre como implementar o tempo de culto em casa, Beeke aconselhou-os a serem breves- 10 a 20 minutos - e a realizar o culto todos os dias.

"Você precisa de alimento espiritual todos os dias, da mesma forma sua família," disse ele.

O tempo de culto deve ser composto de cantar, ler a Escritura, ter instrução bíblica e oração, descreveu ele. E todos devem estar lá.

Não dê desculpas para evitar o culto familiar, como a falta de tempo ou cansaço, avisou ele.

"Se [o Senhor Jesus] não estivesse cansado demais para morrer por você, você não deve estar muito cansado para viver para ele," disse claramente o pastor Grand Rapids, Michigan.

"Devemos," enfatizou ele, "implementar e devemos ensinar nossas congregações para implementar o culto familiar em nossos lares. Deus exige isso de nós. O Senhor Jesus é digno do culto familiar."

Ele também lembrou os pastores que "às vezes, o nosso crescimento mais sólido é o crescimento interno e vem de famílias."

Se um pastor falhou em conduzir o culto familiar ou nunca tentou, Beeke simplesmente pediu: "Comece hoje mesmo."

"Faça o culto." Sim, você não vai ter filhos perfeitos e sim, terá problemas, mas você vai descobrir que o culto familiar irá definir o tom para toda sua casa e sua comunicação e que irá ajudá-lo em todos os sentidos."

  • Victoria Osteen e seu esposo Joel Osteen, pastor sênior da Igreja Lakewood em Houston, Te...
  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
Não Perca