The Christian Post > Cristianismo|Qua, 14 Jul. 2010 02:37 AM EST

Pequenos grupos, Pastores Inspirados dão Vitalidade à Igreja

PorAudrey Barrick | Repórter do Christian Post tradutor Amanda Gigliotti

Igrejas com um número elevado de pequenos grupos, liderança leiga eficaz, pastores fiéis, e ambos serviços tradicionais e contemporâneos tendem a ser as mais saudáveis, mostra um novo estudo.

  • united-methodist-church
    (Foto: AP Images / Matt York)
    Igreja Metodista Unida CrossRoads, em Phoenix é vista aqui, em 13 de fevereiro de 2010.

Os “drivers de vitalidade" foram identificados através de pesquisas realizadas por uma empresa independente para a Igreja Metodista Unida (UMC), que está a tentar inverter a sua adesão em declínio.

"Nós tomamos uma abordagem conduzida por dados para identificar o que funciona para as congregações prósperas grandes e pequenas, rurais e urbanas, em todo os EUA," disse o bispo Gregory V. Palmer, presidente da comitê Call to Action da denominação, em declaração. "Enquanto não há bala de prata, acreditamos que estes resultados podem levar à vitalidade de muito mais congregações."

A Equipe de Direção da Call To Action foi criada pelos bispos da UMC a "remodelar e reposicionar" a Igreja para o século 21. No Outono de 2010, a equipe irá apresentar um plano que conduz à vitalidade de uma denominação de quase 8 milhões de membros.

Apreciações do relatório recém-lançado, "Projeto Pesquisa de Congregações Vitais (The Vital Congregations Research Project)," revelou que os principais fatores de vitalidade foram consistentes, independentemente do tamanho da Igreja, a etnia predominante e localização geográfica.

Mais especificamente, "Igrejas com alta vitalidade" que têm uma participação média de culto entre 35 e 99 têm 5,1 pequenos grupos em média, enquanto "Igrejas com baixa vitalidade" com a mesma quantidade de participação têm 4,5 pequenos grupos. Entre as Igrejas maiores, com um comparecimento de pelo menos 350, Igrejas com alta vitalidade têm 37,5 pequenos grupos, enquanto Igrejas com baixa vitalidade têm na média de 22,5 pequenos grupos.

Curta-nos no Facebook

Globalmente, 60 por cento das Igrejas com mais de cinco pequenos grupos têm vitalidade elevada em comparação com apenas 19 por cento das Igrejas com pelo menos três grupos.

Mais Igrejas vitais também tendem a ter mais programas para crianças e jovens. O estudo, contudo, constatou que o número de programas para jovens e adultos não tem um impacto significativo na vitalidade.

Igrejas com uma liderança leiga eficaz são 84 por cento mais prováveis de serem uma Igreja com alta vitalidade, 48 por cento com mais probabilidades de serem uma Igreja com alta frequência, 54 por cento com mais probabilidades de serem uma Igreja de alto crescimento, e 30 por cento com mais probabilidades de serem uma Igreja de alto envolvimento. E o que impulsiona a eficácia leiga é a demonstração da fé pessoal vital, com alternância da liderança leiga, e mais pessoas atuando como líderes leigos.

O projeto de pesquisa também constatou que os pastores têm um forte impacto sobre a vitalidade da Igreja. Pastores que foram classificados como eficazes para inspirar a congregação são mais propensos a ter Igrejas altamente vitais. Além disso, os pastores que visam o desenvolvimento, coaching e mentoring para permitir que a liderança de leigos para melhorar o desempenho; influenciar as ações e comportamentos dos outros para realizar mudanças na Igreja local e impulsionar a Igreja local a definir e atingir metas importantes tendem a ter igrejas com alta vitalidade.

Além disso, o quanto mais tempo pastor conduz à Igreja, mais provável que a Igreja possui uma alta vitalidade.

Curiosamente, a pregação nos cultos tradicionais em Igrejas com alta vitalidade tende a ser mais atual e menos baseada no lecionário que as Igrejas com vitalidade relativamente baixa.

Em outros resultados, 43 por cento das Igrejas que têm tanto os serviços tradicionais quanto contemporâneos são Igrejas com alta vitalidade. Entretanto, apenas 31 por cento das Igrejas oferecem os serviços tradicionais, 21 por cento das Igrejas com apenas serviços contemporâneos, têm uma alta vitalidade.

Os dados para o projeto de pesquisa foram coletados em maio pela consultoria Towers Watson. Os resultados serão utilizados para desenvolver recomendações que irão mapear o futuro da UMC.

  • Victoria Osteen e seu esposo Joel Osteen, pastor sênior da Igreja Lakewood em Houston, Te...
  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
Não Perca