The Christian Post > Política|Qui, 23 Dez. 2010 21:55 PM EST

Pesquisa: Americanos Bem Religiosos são Mais Prováveis de Praticar Ações mais Saudáveis

PorNathan Black | Repórter do Christian Post tradutor Amanda Gigliotti

Americanos bem religiosos tendem a se exercitar mais, comer mais saudavelmente e fumar menos, de acordo com o novo relatório Gallup.

Os americanos mais religiosos – baseados na presença e quão importante a religião é para eles – foram pontuados com 66,3 no Índice de Conduta Saudável Gallup-Healthways.

Enquanto isso, americanos não religiosos tiveram 58,3 e americanos moderamente religiosos 60,6 pontos.

O novo relatório, liberado na quinta-feira, é a terceira na série sobre religiosidade e bem-estar nos Estados Unidos. A companhia de pesquisa entrevistou mais de 550.000 adultos, com idade de 18 anos para cima, na primeira metade do ano. No total, a Gallup encontrou que a religião tem um papel na saúde emocional e física.

“Há um número de fatores que podem contribuir para escolhas de estilo de vida mais saudável dos americanos bem religiosos,” afirmou o relatório. “Alguns desses fatores são provavelmente produtos claros das doutrinas religiosas, incluindo regras relatadas para abuso de cigarros e substâncias.”

Somente 14,9 por cento dos americanos bem religiosos fumam comparados com 27,6 dos adultos não religiosos que são fumantes.

Curta-nos no Facebook

Mostrando outras condutas saudáveis, muitos adultos bem religiosos são mais prováveis de comer saudavelmente (68,1) e exercitar-se regularmente (53,3 por cento) comparado com seus parceiros religiosos.

A Gallup apontou, “Em algumas denominações, que a gula e morosidade são considerados dois dos sete pecados mortais, e muitas crenças religiosas desaconselham a bebida e cigarro. A Bíblia indica que o corpo de uma pessoa é o ‘templo de Deus,’ o qual pode por sua vez ajudar a explicar a relação entre religião ortodoxa e certos tipos de consumo de comida.”

A empresa de pesquisa reconheceu que a relação entre saúde e religiosidade poderia ir para outra direção - onde as pessoas que são mais saudáveis são os mais suscetíveis de serem religiosas. Mas ele sugeriu que "a explicação mais parcimoniosa" para os resultados é que "aqueles que capitalizam os resultados sociais e morais de normas e atos religiosos são mais propensos a levar uma vida cheia de escolhas mais saudáveis."

Os dois primeiros relatórios da série revelaram que os americanos mais religiosos têm os maiores níveis de bem-estar (que são determinados pela avaliação da vida, saúde emocional, saúde física, os comportamentos saudáveis, meio ambiente, trabalho e acesso básico).

  • Victoria Osteen e seu esposo Joel Osteen, pastor sênior da Igreja Lakewood em Houston, Te...
  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
Não Perca