The Christian Post > Cotidiano|Sex, 31 Mai. 2013 13:13 PM EST

Pôquer será objeto de estudo de alunos da Unicamp

Jogo vai ser trabalho em disciplina da instituição brasileira buscando entender os processos de tomada de decisão

PorMaria Carolina Caiafa | Correspondente do The Christian Post

Jovens da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) vão trabalhar o pôquer nas aulas e pretendem compreender os fundamentos desse jogo. A universidade brasileira vai oferecer pela primeira vez a disciplina Fundamentos do Pôquer, a partir do segundo semestre deste ano (2013).

  • Pôquer
    (Foto: Reprodução)
    Pôquer é o jogo de cartas mais popular do mundo, praticado por duas ou mais pessoas, sendo muito comum em casinos.

Esse jogo já é trabalhado por outras instituições internacionais como o famoso Massachussets Institute of Technology (MIT), localizado em Boston (EUA); a universidade Harvard, que fica na mesma cidade americana; e a Universidade de Alberta, no Canadá.

O professor responsável pela iniciativa na Unicamp, Cristiano Torezzan, explica que a investigação e a discussão científica sobre o esporte pretende compreender o pôquer como um jogo de estratégia baseado em tomadas de decisão.

“Os torneios de pôquer são ambientes limpos, que envolvem competições mentais em rotinas que duram de 8 à 10 horas de concentração. Em torneios ao vivo, um jogador precisa tomar, em média, duas decisões estratégicas por minuto. Em jogos online, este número pode chegar a mais de 20 decisões por minuto. Este cenário composto com o volume de informações necessárias para tomar cada uma das decisões é o que faz do poker um esporte da mente que mais cresce no mundo”, afirma o mestre.

Colaboradores importantes vão participar das atividades junto aos alunos: André Akkari, campeão mundial de poker em 2011, e outros profissionais do esporte no Brasil. O Presidente da Confederação Brasileira de Texas Holdem (principal modalidade de pôquer no mundo) e o Presidente da Associação Brasileira dos Esportes da Mente também pretendem colaborar para o entendimento do tema.

Torrezan deixa claro que a disciplina não será para ensinar a jogar pôquer. A ideia, segundo ele, é pensar sobre a lógica do pôquer e utilizar ferramentas matemáticas para analisar o jogo como um sistema de informações incompletas que envolve a tomada de decisão baseada em padrões comportamentais de pessoas.

Curta-nos no Facebook

A nova disciplina fará parte da graduação Ciências do Esporte, ministrada na Faculdade de Ciências Aplicadas (FCA) da Unicamp, em Limeira, na região leste do estado de São Paulo (SP).

Para o coordenador de graduação da FCA, Alcides Scaglia, a proposta da disciplina se alinha ao projeto pedagógico interdisciplinar. “Temos a possibilidade de oferecer aos alunos uma visão crítica e ampliada do esporte, alinhando conhecimentos estratégicos e científicos de outras áreas e facilitando a transferência de competências e habilidades adquiridas em uma disciplina para outras mais específicas e aplicadas”, diz ele.

O curso de Ciências do Esporte da Unicamp visa formar profissionais de excelência frente às exigências do século XXI. A graduação tem ênfase nas humanidades, possibilitando a construção de sólidos e inovadores saberes contextualizados e aplicáveis. O curso situa-se no estudo do esporte, no sentido abrangente e plural, orientado à aprendizagem, desenvolvimento e aperfeiçoamento dos conhecimentos específicos e interdisciplinares necessários ao domínio científico desse universo.

  • Victoria Osteen e seu esposo Joel Osteen, pastor sênior da Igreja Lakewood em Houston, Te...
  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
Não Perca