The Christian Post > Cristianismo|Sex, 22 Mar. 2013 15:47 PM EST

'Por que os cristãos são contra o aborto?', Silas Malafaia explica

PorTayguara Ribeiro | Correspondente do The Christian Post

Nesta semana, um dos temas mais polêmicos da sociedade voltou a ser discutido com grande intensidade. A questão do aborto veio à tona depois que o Conselho Federal de Medicina (CFM) informou que irá defender uma alteração no Código Penal para permitir a legalização do aborto por vontade da gestante até a 12ª semana de gestação proposta pela comissão que estuda a reforma do Código.

  • silas malafaia
    (Foto: Divulgação)
    Pastor da Igreja Assembleia de Deus Vitória em Cristo, Silas Malafaia.

Estas mudanças sugeridas despertaram diversas discussões teológicas e científicas. Mas um texto recente do pastor Silas Malafaia tenta mostrar que o aborto não é uma questão só religiosa para os evangélicos. Intitulado “Porque os cristãos são contra o aborto?”, o artigo trata não só das convicções bíblicas, mas traz argumentos científicos para demonstrar como o aborto pode ser um erro.

“A biologia, ciência que estuda os seres vivos, afirma que a vida começa na concepção; é contínua, seja intra ou extrauterina, até a morte do ser. Isto também é aceito pela genética, pela embriologia e pela medicina fetal. Se a vida começa na concepção, abortar um ser humano, em qualquer estágio da vida dele, é assassinato”, explica Malafaia.

Ao longo do texto, o pastor descreve ainda como funciona o processo biológico, da fecundação ao desenvolvimento do bebe. Ele critica também os grupos feministas que apóiam o aborto alegando que esta é uma decisão somente da mulher. “Para aqueles que defendem o aborto com base na alegação de que a mulher tem o direito de pôr fim à gestação de um filho indesejado porque ela é senhora do seu próprio corpo, eu gostaria de lembrar que o feto não é uma extensão da mãe. Embora precise do útero dela e tenha uma relação simbiótica com ela, o feto é um ser independente. Logo, ela não tem o direito de tirar-lhe a vida”, diz o pastor.

Silas Malafaia apresenta ainda argumentos jurídicos, lembrando que nenhum ser humano é, se quer, dono de seu próprio corpo já que são ilegais a eutanásia e o suicídio.

“E não é só isso! Sou contra o aborto, pois trata-se de violência dos poderosos contra os indefesos. Como um embrião ou um feto indefeso pode defender-se de um aborto praticado por uma mulher que não o ama e o desejo e de um médico que jurou defender a vida, mas pratica a morte?", defende.

Curta-nos no Facebook

"A verdade é que a maioria dos abortos é fruto da promiscuidade e irresponsabilidade de homens e mulheres que fazem sexo sem proteção e com qualquer parceiro. Depois, quando um filho é 'concebido acidentalmente', querem livrar-se do 'fruto indesejado' a qualquer custo".

No fim, Malafaia explica que questões como o estupro são utilizadas para tentar convencer a população de que o aborto é uma boa medida, mas ele lembra que este casos são "excessões" já previstas em lei.

  • Victoria Osteen e seu esposo Joel Osteen, pastor sênior da Igreja Lakewood em Houston, Te...
  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
Não Perca