The Christian Post > Mundo|Qui, 31 Mai. 2012 16:32 PM EST

Portas Abertas ministra seminário para adolescentes da Ásia Central

Em um país da Ásia Central, 31 jovens se reuniram por três dias, para trocar experiências e orar sobre questões pessoais que, normalmente, não são discutidas, não entre os adolescentes, na Ásia Central.

  • jovens crentes
    Recentemente, uma pesquisa publicada Bureau de Pesquisa e Estatística Cristã (Bepec) encontrou uma taxa elevada de crentes que praticam a pornografia, traição e sexo antes do casamento.

Não é muito comum, entre os adolescentes da Ásia Central, discutir e orar abertamente sobre seus momentos de raiva, suas frustrações, relacionamento difícil com os pais, sobre como dar e receber perdão e assim trabalhar na restauração de relacionamentos.

Alexei, foi um dos participantes, ele costumava se irar facilmente com todos os membros de sua família. Ele sentia muito ressentimento pelo fato de seu pai ter abandonado a família, quando Alexei era ainda muito jovem. Ele se sentiu abandonado e rejeitado por seu pai, que nunca mais voltou, nem sequer, para visitá-los.

Alexei era tambem muito frustrado, pois via que seu irmão mais velho tinha mais privilégios do que ele, e mandava Alexei executar os trabalhos que não queria fazer. "Além disso", diz Alexei, "Minha mãe nunca puniu meu irmão mais velho. Quando cresci, mantive esse sentimento de ódio dentro de mim, e não conseguia colocá-lo para fora. Meu coração se tornou muito amargo por causa disso"!

Durante uma das reuniões o tema era perdão, e depois de alguns ensinamentos ministrados, Alexei começou a dar os primeiros passos na direção da restauração de seu relacionamento familiar. "Embora eu tivesse entendido na teoria, achava muito difícil perdoar meus pais e meu irmão. Eu comecei a pedir a Deus para me ajudar a fazer isso, então o fardo que carreguei durante todos esses anos desapareceu".

Alexei é grato pela oportunidade que teve de participar deste importante seminário. O mesmo aconteceu com Elnar, que recebeu a verdadeira liberdade.

Curta-nos no Facebook

Elnar, 17, vem de uma família cristã. Desde os seus 14 anos, ele tem experimentado um conflito com sua mãe, que - em suas palavras - sempre disse que ele era o culpado por tudo. A constante sensação de ser culpado de algo prejudicava sua auto-estima. Para ser capaz de lidar com isso, Elnar decidiu obter o respeito das pessoas através da força; juntamente com um grupo de cinco amigos, ele impos medo a todos os alunos de sua escola.

Mas isso não foi suficiente para sanar o vazio do seu coração, como ele mesmo afirma: "Mas, mesmo assim, eu não conseguia ser curado, porque eu continuava a sentir vergonha de minha mãe e culpa em meu coração".

Elnar se perguntava, por que ele tinha sido tão infeliz com a sua família. Já que ele olhava para as famílias não cristãs à sua volta, e via que eles tinham uma vida melhor. As crianças podiam fazer o que quisessem e os pais nunca gritavam com eles, isso não acontecia em sua família. "Havia dias em que eu não falava com a minha mãe", admite Elnar. "Ela sempre pediu perdão, mas eu não conseguia perdoá-la. Um dia ela me desafiou e disse que se eu não a perdosse, minha vida seria muito difícil".

Essa foi uma das razões pelas quais Elnar decidiu participar do seminário. Ele orou e pediu ao Senhor para conseguir perdoar sua mãe, mas ao mesmo tempo, toda a mágoa e culpa eram tão fortes em sua mente, que ele tinha certeza de que não conseguiria fazê-lo de todo coração. Ele persistiu e orou novamente. "Eu pedi a Deus para que tirarasse de mim toda dor e mágoa, e que me desse forças para, perdoar minha mãe de todo o coração. Depois de algum tempo eu tentei me lembrar de todas as coisas ruins que ela tinha feito contra mim e eu não conseguia. Então eu entendi que Deus tinha realmente me libertado"!

  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
  • Wanderlei Silva no TUF Brasil...
Não Perca