The Christian Post > Política|Seg, 15 Out. 2012 11:28 AM EST

Presidente da ABGLT acusa Serra de incentivar homofobia com ‘kit gay’

PorAmanda Gigliotti | Repórter do The Christian Post

O presidente da Associação Brasileira de Gays, Lésbicas e Transgêneros (ABGLT) Toni Reis, criticou em uma carta aberta o candidato à prefeitura de São Paulo, José Serra (PSDB) por falar sobre o ‘kit gay’.

  • kit gay
    (Foto: http://familiabolsonaro.blogspot.com.br/)

Toni Reis acusa Serra de usar a causa dos homossexuais para gerar polêmica em época eleitoral e incentivar homofobia.

“Peço, para uma boa política comprometida com o respeito a toda a população, como tem sido a marca de sua atuação nos cargos que ocupou, que continue dando ênfase à promoção indiscriminada da cidadania e da inclusão social, e que a população de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais (LGBT) não seja utilizada para gerar polêmica em época eleitoral, ou em qualquer outra época.”

Toni Reis faz referência a algumas declarações do candidato de que o kit anti-homofobia - feito pelo Ministério da Educação, na gestão de Fernando Haddad (PT) - tinha “aspectos ridículos e impróprios”.

“Isto só serve para validar, banalizar e incentivar a homofobia e manter a esta população à margem da cidadania. Prezado José Serra, não manche sua biografia. Não rife nossos direitos”, afirma a carta.

O kit recebeu críticas por vários segmentos da sociedade, em especial os grupos evangélicos e católicos e pró-família. O material que seria distribuído nas escolas para as crianças foi supenso pela presidente Dilma Rousseff.

Curta-nos no Facebook

O tema sobre o 'kit gay' entrou em pauta no período eleitoral, depois que o pastor Silas Malafaia declarou o seu apoio à Serra e seu desfavorecimento a Haddad por ser autor do ‘kit gay’.

  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
  • Wanderlei Silva no TUF Brasil...
Não Perca