The Christian Post > Política|Qui, 31 Jan. 2013 14:44 PM EST

Presidente da Venezuela, Hugo Chávez, diz estar otimista na luta contra o câncer

PorNathalia Aguiar | Correspondente do The Christian Post

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, 58, está na fase dos tratamentos complementares contra o câncer, um mês e meio depois de ter sido operado em Cuba.

  • Hugo Chavez
    (Foto: Reuters)
    Presidente da Venezuela, Hugo Chávez, é reeleito pela terceira vez. Domingo, 07 de outubro de 2012.

O vice-presidente, Nicolás Maduro, disse que Chávez, encontra-se melhor, com relação ao que já foi visto nos últimos dias. Segundo Nicolás, o presidente está vivendo um momento de luta e batalha e está otimista e com muita fé, sempre apegado à Cristo e à vida.

O governo informou na última quinta-feira, 24 de janeiro, que o presidente encontra-se em um momento de recuperação do pós-operatório, embora ainda não tenha enfrentado a "a batalha mais complexa" contra o câncer, do qual foi operado pela quarta vez no dia 11 de dezembro de 2012.

Desde meados de dezembro, Chávez, que foi reeleito em outubro para um mandato de seis anos, não apareceu em público e não existe previsão para o seu retorno.

Nicolás transmitiu, através do canal oficial VTV, uma mensagem do presidente às Forças Armadas, para que se mantenham em mobilização permanente no país e um chamado para seus seguidores se manifestarem em apoio ao governo na próxima segunda-feira, 04 de fevereiro, quando serão completados 21 anos do golpe de Estado.

Maduro também informou que viajará para o Chile, em breve, para participar da cúpula de presidentes da Comunidade de Estados Latino-Americanos e do Caribe (Celac) e da União Europeia (UE).

Curta-nos no Facebook

Maduro fez comentários sobre a política econômica, que pode estar preparando uma desvalorização de sua moeda, o bolívar, o que iria melhorar as finanças do Estado, porque resultaria em mais bolívares para cada dólar proveniente das exportações de petróleo.

Com essa desvalorização, as exportações ficariam mais competitivas ao reduzir os custos locais de produção e com o estímulo da indústria nacional, já que os importados ficariam mais caros em relação aos produtos locais. Muitos líderes empresariais há algum tempo dizem que essa desvalorização é necessária para aliviar a periódica escassez de produtos decorrente da escassez de dólares.

  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
  • Wanderlei Silva no TUF Brasil...
Não Perca