The Christian Post > Cotidiano|Ter, 19 Fev. 2013 11:26 AM EST

Principal suspeito de comandar ataques em SC é preso

PorGiana Guterres | Correspondente do The Christian Post

Foi preso na madrugada desta terça-feira, Maycon Saturnino, suspeito de integrar o Primeiro Grupo Catarinense (PGC). De acordo com o diretor Akira Sato, da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic), Maycon é cunhado de Rodrigo da Pedra, traficante conhecido do morro do Horácio, em Florianópolis.

  • maycon saturnino
    (Foto: Divulgação)
    Maycon Saturnino, suspeito de integrar o Primeiro Grupo Catarinense (PGC), foi preso na madrugada desta terça-feira, 19 de fevereiro de 2013. Ele é indicado como um dos principais responsáveis pela dinâmica dos atentados em Santa Catarina.

A prisão de Maycon, 29 anos, foi realizada em torno das 4h, em um apartamento de cobertura no Bairro João Paulo. O suspeito foi preso em flagrante por posse de munição de uso restrito. Segundo o diretor Akira, “o inquérito indica que Maycon foi um dos principais responsáveis pela dinâmica dos atentados”.

Akira informou também que Maycon teria iniciado a difusão dos atentados da facção pelo interior de Santa Catarina. Ainda há pelo menos 20 mandados a ser cumpridos pela polícia. Desde o último sábado, 16 de fevereiro, já são 148 suspeitos presos pela Polícia Civil. Entre os suspeitos, estão a mãe e a irmã de Maycon.

A Polícia Civil também informou que foi preso na tarde dessa segunda, um homem suspeito de ser um dos cabeças do PGC na região de Jaraguá do Sul. Ele estaria em regime aberto, depois de cumprir parte da pena por tráfico de drogas. A polícia acredita que ele estaria fortemente envolvido nos últimos ataques, após depoimentos.

Desde o início dos atentados já são 111 ataques em 36 municípios do estado. O primeiro ataque foi realizado em 31 de janeiro, em Gaspar, quando dois ônibus foram incendiados. Mais três veículos foram incendiados na madrugada desta terça, nas cidades de Chapecó, Tubarão e São Francisco do Sul. Porém, a Polícia Militar (PM) não confirma se os ataques estão relacionados com a onda de violência.

As cidades com mais ataques são Florianópolis e Joinville, com 15 cada. A lista também traz as cidades de Tubarão, Itajaí, Chapecó, Palhoça, Criciúma, Navegantes, São José, Camboriú, Laguna, São Francisco do Sul, Gaspar, Jaraguá do Sul, Brusque, Içara, Araquari, Balneário Camboriú, Ilhota, Maracajá, Indaial, Blumenau, Bom Retiro, Garuva, São João Batista, São Bento do Sul, Rio do Sul, Porto União, São Miguel do Oeste, Imbituba, Guaramirim, Itapoá, Campos Novos, Balneário Rincão, Água Doce e Rio Negrinho.

Curta-nos no Facebook

  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
  • Wanderlei Silva no TUF Brasil...
Não Perca