The Christian Post > Entretenimento|Qua, 18 Set. 2013 11:04 AM EST

Profissão Repórter aborda sexo, jovens e Igrejas: ‘A cada 10 jovens cristãos hoje, sete não são mais virgens’

Casos do Movimento Eu Escolhi Esperar ganham lugar na reportagem

PorMaria Carolina Caiafa | Correspondente do The Christian Post

O programa da Rede Globo, Profissão Repórter, produzido por Caco Barcellos e outros jovens jornalistas, abordou, na noite de terça-feira (17), como os adolescentes lidam com o início da vida sexual. O assunto esbarrou várias vezes na religião.

  • Shirlei e Maicon
    (Foto: Reprodução/TV Globo)
    Os cristãos Shirlei e Maicon decidiram casar virgens.

Entre os casos mostrados pela reportagem, estão os daqueles rapazes e moças que participam do movimento Eu Escolhi Esperar, liderado por Nelson Junior, que prega que o sexo deve acontecer só após o casamento.

Junior falou das estatísticas: “A cada 10 jovens cristãos hoje, sete não são mais virgens”. Ele cobra R$ 15 por pessoa para fazer palestras em igrejas evangélicas e comercializa produtos com o lema do movimento. “Sexo é um tabu, virgindade é um tabu. A gente tenta ajudar o jovem a entender as implicações de cada escolha”, explicou Nelson.

A repórter Jackeline Salomão acompanhou a história de Shirlei e Maicon, que após quatro anos de namoro, decidiram casar virgens e declararam estar muito felizes com essa opção. O noivo Maicon era apelidado de ‘donzela’ no ambiente de trabalho, onde todos faziam graça da escolha do rapaz.

O programa mostrou o dia do casamento dos dois. “Aleluia, Jesus. [...] Eu estava sozinho e comecei a pensar como vale a pena esperar. [...] Deus prepara o melhor sempre”, disse Maicon. A irmã de Shirlei, Heloine Fernandes, por sua vez, teve experiências diferentes e preferiu ter relações sexuais, mesmo sendo solteira.

Já o jornalista Felipe Bentivegna mostrou como o estudante Anderson Souza, que mora em Salvador (BA), escolheu ser padre. Ele perdeu a virgindade com 14 anos. Ele contou que sua relação com a Igreja começou por influência da sua mãe, que o levou para a crisma. No início, ele ia forçado, e, aos poucos, ele foi se identificando. “Tomei amor e não quero mais largar”, confessou.

Curta-nos no Facebook

Sobre a escolha do sacerdócio, ele falou: “Eu já estou aprendendo a abdicar dessas coisas [sexo] assim. Me libertando disso”. Ele acredita ser importante já ter tido experiências sexuais para não ter curiosidades sobre o assunto depois que se tornar um religioso católico. 

Em vários momentos, o Profissão Repórter mostrou o dilema enfrentado pelos jovens entre a vontade de Deus e as tentações da modernidade.

  • Victoria Osteen e seu esposo Joel Osteen, pastor sênior da Igreja Lakewood em Houston, Te...
  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
Não Perca