The Christian Post > Cotidiano|Ter, 31 Jul. 2012 14:18 PM EST

Reality show de viciados em drogas estreia no Brasil

O programa apresenta a verdade sobre o drama vivido por usuários de drogas que receberão ajuda para se recuperar

PorLuana Santiago | Correspondente do The Christian Post

Estreia no dia 1º de agosto, às 23h, a série “Intervenção” que mostra o dia a dia de pessoas viciadas e drogas e a tentativa pela recuperação. Ganhadora do Emmy 2009 de Melhor Reality Show nos Estados Unidos, o programa ‘Intervention’ ganha formato brasileiro, no canal A&E.

  • Pessoa usando droga
    (Foto: Divulgação)
    Crack, um drama vivido por usuários de drogas.

O programa apresenta a verdade sobre o drama vivido por usuários de drogas e casos de oito dependentes químicos - viciados em todos os tipos de droga - serão mostrados.

A versão brasileira registra de forma intimista, o esforço de familiares e amigos para salvar seus entes queridos de todo tipo de vício e comportamento autodestrutivo, por meio de um processo de reabilitação inovador e efetivo, realizado por interventores especialistas.

O drama é acompanhado por dois médicos, terapeutas, familiares dos participantes e a produção do programa.

“É um reality sem maquiagem ou glamour. Acompanhamos desde a rotina do uso até o trato com os familiares. Só não os gravamos comprando a droga para manter a segurança da equipe”, conta a produtora do canal, Krishna Mahon, que esteve com cada um dos dependentes durante uma semana, segundo publicação O Dia.

“Tivemos problemas em encontrar viciados da classe A. As pessoas com dinheiro acham que o filho é excêntrico e não drogado”, revela Krishna.

Curta-nos no Facebook

A primeira temporada do programa mostrará o drama de três moças e cinco rapazes, com idades entre 22 e 37 anos, a maioria viciada em cocaína, crack e álcool. São eles: Marcelo, de Teresópolis (RJ); João Carlos, de Itaguaí (RJ); Davi, ator paulistano; Vanessa, de São Paulo; Thiago, de Taquara (RJ); Michelle, de Queimado (RJ); Bárbara, de São Paulo; e Filippo, de Niterói (RJ).

Nos Estados Unidos, o reality conseguiu uma média de 70% de recuperação dos participantes e levou dois Emmys, o Oscar da TV americana. Por aqui, segundo a produtora, os participantes não voltarão às drogas.

“Um deles está inclusive trabalhando na clínica em que esteve internado”, revela Krishna, que viveu em casa o drama do vício com um parente. “Quando eu era criança, vi cenas de pessoas consumindo cocaína que não devia ter presenciado, me lembrei muito gravando o programa”, relata ela, segundo a mesma publicação

  • Victoria Osteen e seu esposo Joel Osteen, pastor sênior da Igreja Lakewood em Houston, Te...
  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
Não Perca