The Christian Post > Cristianismo|Sex, 27 Jan. 2012 07:05 AM EST

Religião desenvolve auto-controle e paciência, diz estudo

PorJussara Teixeira | Colaboradora do The Christian Post

Um estudo desenvolvido pela Universidade de Queen, no Canadá demonstrou que a religião pode desempenhar um papel prático sobre o pensamento. Entre as características comportamentais atribuídas a quem pratica a religião, está autocontrole, paciência e habilidades para lidar melhor com o desconforto.

  • bíblia
    (Foto: D24AM/Nathalie Brasil)
    Projeto de Lei exige que escolas tenham bíblias disponíveis.

O estudo, que foi publicado na revista Psychological Science, ligada à associação norte-americana de Ciência Psicológica, foi realizado pelo psicólogo Albert Lee e professores da Universidade Queen, Jill Jacobson e Li-Jun Ji.

Em uma atividade prática em que os participantes tiveram que desembaralhar sentenças contendo palavras com orientação religiosa, pôde ser verificado que a influência de ideias ligadas à religião mostrou melhores resultados de autocontrole.

Os participantes tiveram que desembaralhar sentenças formadas por cinco palavras. Algumas frases versavam sobre temas religiosos, e outras não.

Depois de reconstruírem as sentenças, os voluntários realizaram várias tarefas que exigiam autocontrole, como ficar em situação desconfortável, retardar o recebimento de gratificações, exercer paciência e refrear respostas impulsivas. Aqueles que desembaralharam as frases com conteúdo religioso demonstraram significativamente maior autocontrole.

"Até agora, eu acreditava que a religião era uma questão de fé, as pessoas tinham pouco uso prático para ela”, disse o pesquisador Kevin Rounding em um comunicado. "Esta pesquisa sugere que a religião realmente pode ser a uma função muito útil para a sociedade".

Curta-nos no Facebook

Outro experimento que demonstrou o nível de esforço e controle pessoal foi a que orientou os participantes a beber porções de uma bebida de gosto desagradável, sem ser revelado o que era exatamente. Para cada onça de bebida, seria pago um centavo, de acordo com o jornal Toronto Sun.

“Esse número foi usado como medida do auto-controle, com o aumento do consumo representando o esforço e auto-controle pessoal.

Os pesquisadores puderam auferir que no grupo de pessoas expostas a uma religião, as pessoas beberam sete copos de suco de laranja com vinagre. Já aqueles em um grupo neutro beberam uma media de quatro copos.

"Nossa descoberta mais interessante foi que os conceitos religiosos são capazes de realimentar o autocontrole depois que ele foi consumido por outra tarefa não-relacionada", interpretou Rounding.

"Em outras palavras, mesmo quando nós prevíamos que as pessoas seriam incapazes de exercer autocontrole, depois de completar a tarefa relacionada à religião eles desafiaram a lógica e foram capazes de se controlar", completou.

Os resultados dos testes permitiram que o estudioso concluisse que há uma relação entre a religião e as atividades práticas.

"Esta pesquisa realmente sugere que a religião serve a uma função muito útil na sociedade. As pessoas podem se voltar para a religião não apenas buscando a transcendência, por medo da morte e pela vida após a morte, mas também para questões práticas", concluiu.

Contato: jussara.teixeira@christianpost.com Twitter: @TeixeiraJussara
  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
  • Wanderlei Silva no TUF Brasil...
Não Perca