The Christian Post > Cotidiano|Sex, 22 Jun. 2012 13:09 PM EST

Resposta da revista Avon ao Pastor Silas Malafaia sobre retirada de seu livro do catálogo

PorLuana Santiago | Correspondente do The Christian Post

A nova edição da revista Avon já não conta com o livro “A estratégia: o plano dos homossexuais para transformar a sociedade” do pastor Louis Sheldon, publicado pela editora de Silas Malafaia.

  • Silas Malafaia
    (Foto: Divulgação)
    Avon e Silas Malafaia

Após causar polêmica no último mês, ativistas gays por não concordarem com a publicação de livros do pastor no catálogo da revista considerando os temas homofóbicos, realizaram pela internet um abaixo assinado solicitando a retirada dos livros.

À princípio, a revista se manifestou dizendo que tem “como um de seus mais importantes pilares o respeito à diversidade, em todos os seus aspectos”.

A revista ainda disse que objetivo da empresa era “atender de forma ampla e democrática aos consumidores de mais de 100 países, oferecendo uma ampla variedade de cosméticos e outros produtos – entre eles os livros - para atender à pluralidade de preferências, ideias e estilos de vida”.

A resposta oficial da revista Avon, porém, foi declarada na publicação do catálogo “Moda e Casa” deste mês, não contendo mais os livros do pastor Silas Malafaia.

O pastor reagiu à iniciativa da empresa, manifestando-se em sua rede social dizendo que os ativistas estavam dando “um tiro no pé”, entendendo que esta manifestação o promove.

Curta-nos no Facebook

Silas ainda disse esta situação dá a ele elementos para que a lei PLC 122 seja “enterrada”.

“Estão me dando elementos como nunca para que o PLC 122 seja definitivamente enterrado, pois se antes de ter leis que dão a eles privilégios, eles já se acham no direito de perseguir e intimidar aqueles que são contra seus ideais, imaginem se a lei for aprovada”, disse o pastor.

Como tudo começou

Segundo publicação da Carta Capital, tudo começou quando um professor de inglês e seu namorado que em meio a promoções de perfume e maquiagem se depararam com os livros de Malafaia no catalogo da revista.

A entrevista conta que o professor que não faz parte de nenhuma organização LGBT se indignou com os temas dos livros e resolveu protestar escrevendo uma carta para a empresa brasileira, que segundo ele em publicação, não se manifestou de imediato levando-o a traduzir a carta para o inglês e enviou para empresa americana.

O professor conta que pouco tempo depois a empresa se manifestou em comunicado em página do facebook “variedade de títulos comercializados contempla a diversidade de estilos de vida, religião e filosofia presentes em nosso País”.

Porém o professor acredita que o fator de principal foi o fato de que seu namorado é representante ‘Estrela’ da Avon, considerado um dos melhores vendedores e resolveu deixar o cargo como protesto. Neste meio tempo, conta o professor, que pessoas e representantes do grupo LGBT também resolveram se manifestar.

  • Victoria Osteen e seu esposo Joel Osteen, pastor sênior da Igreja Lakewood em Houston, Te...
  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
Não Perca