The Christian Post > Cotidiano|Qui, 21 Fev. 2013 09:43 AM EST

Silas Malafaia vai processar Avaaz e Pedro Abramovay: ‘Vou lascar esse cara’

PorAmanda Gigliotti | Repórter do The Christian Post

Depois da retirada de uma petição em favor do psicólogo Silas Malafaia, o pastor da Igreja Assembleia de Deus Vitória em Cristo afirmou que vai processar o site Avaaz, que deletou a moção, bem como o seu presidente, Pedro Abramovay.

  • silas malafaia
    (Foto: YouTube)
    Pastor Silas Malafaia responde ao ativista gay Marcio Retamero, que disse que estaria "disposto a pegar em armas se preciso for" em um discurso contra os evangélicos, no IX seminário LGBT, no Congresso Nacional, em Brasília.

Silas Malafaia, que considerou a retirada da moção uma “afronta à democracia”, afirmou que vai abrir ação judicial por “assédio moral”. “[Abramovay] Vai ter que provar que sou homofóbico. Vou lascar esse cara", disse, segundo a Folha.

Veja também: Site Avaaz retira petição em favor de Silas Malafaia: ‘Que Vergonha!’ diz o pastor

No início do mês o site hospedou uma petição pedindo a cassação do registro de psicólogo do pastor, criada por um ativista da causa LGBT, a ser entregue ao Conselho Federal de Psicologia.

Em resposta a essa petição, uma outra petição foi criada pelo pastor Ricardo Rocha, do Rio Grande do Sul, pedindo pela “NÃO” cassação do seu registro e a ser também enviada ao CFP.

Veja também: Silas Malafaia divulga nova petição em seu favor, já tem 150 mil assinaturas

Curta-nos no Facebook

Quando o número de assinaturas da petição em favor de Silas Malafaia (65 mil) ultrapassou o número de assinaturas da petição contra ele (55 mil), a Avaaz imediatamente retirou a moção a favor do pastor do seu site.

Em um email, a Avaaz explicou sobre a retirada da petição em favor de Malafaia, dizendo que a organização é "requerida por lei e pela nossa comunidade a apenas promover campanhas que visam a nossa missão.”

Vejta também: Petição pública online para cassar registro de psicólogo do pastor Silas Malafaia é criada

A missão da Avaaz, segundo o seu site é, “mobilizar pessoas de todos os países para construir uma ponte entre o mundo em que vivemos e o mundo que a maioria das pessoas querem (...).”

Silas Malafaia se indignou, classificando a Avaaz de “parcial” e “safados”. Segundo ele, isso se trata de uma guerra entre os militantes da causa gay e evangélicos.

A petição contra ele veio depois de sua participação na entrevista com Marília Gabriela, no “De Frente com Gabi”, no qual afirmou que a homossexualidade é comportamento e não tem relação com a genética.

Veja também: Silas Malafaia no de ‘Frente com Gabi’: ‘Ninguém nasce gay’ (Vídeo)

Depois da retirada da petição pelo Avaaz, o pastor lançou outra petição em sua defesa através de seu próprio site. Até o momento, a petição em seu favor já recolheu mais de 150 mil assinaturas.

No texto da nova petição, Silas Malafaia recorda o que diz o artigo 5º da Constituição Federal, sobre a garantia de liberdade de expressar seus pensamentos. E acrescentou, “segundo a Carta Magna, ‘ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política’”.

A nova petição espera recolher mais de 200 mil assinaturas. A petição contra ele, atualmente possui cerca de 72 mil assinaturas e espera alcançar 100 mil. Ambas serão entregues para a presidenta do Conselho Regional de Psicologia do Rio de Janeiro, Vivian de Almeida Fraga.

  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
  • Wanderlei Silva no TUF Brasil...
Não Perca