The Christian Post > Política|Ter, 5 Out. 2010 13:56 PM EST

Supremo Tribunal Ouvirá Caso Contra a Proibição de Canções Religiosas

PorLawrence D. Jones | Repórter do Christian Post tradutor RosaMaria C. Vitoria

A Supreme Corte dos EUA não vai ouvir a apelação de um homem que processou o distrito escolar das crianças sobre a proibição de música religiosa comemorativa.

O caso contra a proibição implementada pelo distrito escolar de South Orange, Maplewood, em Nova Jersey foi uma das centenas que o tribunal superior rechaçou, uma vez que abriu o seu novo mandato na primeira segunda-feira tradicional, em outubro.

A proibição havia sido confirmada pelo terceiro Tribunal de Apelações EUA da Filadélfia em novembro passado, apesar de os juízes reconhecerem as músicas religiosas durante a temporada de férias, uma vez que não receberam qualquer objeção.

"Desde então, os princípios que regem foram analisados e definidos com mais particularidade," escreveu o juiz em sua sentença. E agora, as autoridades escolares devem ser os que decidem "a melhor forma de criar um ambiente inclusivo nas escolas públicas," sugeriram.

Os advogados que representam Michael Stratechuk e seus dois filhos, entretanto, insistem que a política é inconstitucional.
Eles dizem que a política controversa música transmite uma mensagem de desaprovação patrocinadas pelo governo e de hostilidade contra a religião, que é "inadmissível."

"A Constituição não exige que as nossas escolas públicas se tornem zonas sem religião," argumentou Richard Thompson, presidente e jurista principal do Centro Legal Thomas More, que entrou com a ação contra o distrito em 2004. "Forçar os alunos a retirarem todo o conteúdo religioso da música é como pedir-lhes para estudar história da arte, excluindo pinturas do Renascimento, pois eles contêm assuntos religiosos."

Curta-nos no Facebook

Uma vez que a política tenha sido implementada em 2004, estudantes e grupos de estudantes foram proibidos de tocar música tradicional de Natal em eventos durante a temporada de férias. De acordo com documentos judiciais, o material escolar impresso, também não foi autorizado incluir imagens do feriado, incluindo árvores de Natal.

Atualmente, o Distrito Escolar de South Orange e Maplewood atende mais de 6.400 alunos de nove escolas, incluindo seis escolas de ensino fundamental, duas escolas de ensino médio e uma escola.

As crianças de Stratechuk atenderam a escola de Ensino Médio Columbia e escola secundária de Maplewood.

  • Victoria Osteen e seu esposo Joel Osteen, pastor sênior da Igreja Lakewood em Houston, Te...
  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
Não Perca