The Christian Post > Política|Qui, 15 Jul. 2010 16:38 PM EST

Televangelista Contra-Ataca Mesquita Marco Zero com Centro Cristão

PorNathan Black | Repórter do Christian Post tradutor Amanda Gigliotti

Em resposta a uma proposta de mesquita próximo ao marco zero, o televangelista controverso Bill Keller anunciou, na terça-feira, que planeja abrir um centro cristão nas proximidades.

"Como você combate a escuridão? Com a luz!" afirma o site do Centro Cristão 11/09 no Marco Zero.

Ao invés de manter os protestos sobre a Casa Côrdoba - uma instalação de 15 andares que os líderes do projeto afirmam irá promover a tolerância, a ajudar a melhorar as relações entre Muçulmanos e o Ocidente, e servir como uma plataforma para as pessoas de todas as origens unirem-se - Keller diz que quer tomar " um stand permanente "contra a mesquita de uma maneira significativa.

O centro cristão servirá para "combater este mal de novo que está sendo construído perto de Marco Zero" e "levar as pessoas a verdade da Palavra de Deus e do amor e da esperança de Jesus Cristo," diz o pregador de fogo e enxofre.

O Conselho da comunidade de Nova Iorque deu luz verde, em maio, para a construção de uma mesquita e centro islâmico, um projeto de mais de US $ 100 milhões, no local da antiga fábrica do revestimento de Burlington, em Manhattan. Milhares de pessoas protestaram contra o projeto, chamando-o humilhante e ofensivo às cerca de 3.000 vítimas dos ataques terroristas de 11/09.

Na terça-feira, a Comissão Preservação de Marcos da cidade realizou uma audiência em que os adversários da mesquita argumentam a favor do status de marco do edifício em Park Place. A designação de marco tornaria difícil para grupos Muçulmanos desenvolver a sua mesquita e um centro lá. Aqueles em favor de marco estado argumentou que além de ser um edifício de 152 anos, o velho edifício Burlington também foi atingido por um pedaço de um dos aviões seqüestrados.

Curta-nos no Facebook

"Para impedir este edifício de ser status marco é permitir uma cidadela da supremacia islâmica ser erguida no seu lugar," disse Andrea Quinn, uma freelance técnica de áudio de Queens, como relatado por Associated Press.

A comissão deverá votar mais tarde este verão.

Entretanto, o Centro Cristão 11/09 de Keller está programado para abrir em 05 de setembro no Embassy Suites New York. O centro, um projeto de US $ 8 milhões, passará para uma instalação permanente em 01 de janeiro.

"Se os Muçulmanos sem consciência podem construir uma mesquita para propagar sua religião de violência e ódio a um quarteirão de onde seus irmãos Muçulmanos perpetraram o maior ato terrorista em solo Norte-americano, matando três mil almas inocentes no processo, podemos abrir um lugar onde as pessoas podem vir para ouvir a verdade da Bíblia e aprender sobre a paz, o amor e a graça salvadora de Jesus Cristo," disse Keller, que atualmente lidera Liveprayer.com, em um comunicado.

Durante anos, Keller foi sincero em sua crítica ao Islã, chamando a religião como uma "mentira de 1400 anos do inferno," que foi avançada através da violência, do ódio e da morte. Estas declarações levaram ao cancelamento de seu programa de TV todas as noites em uma estação da CBS, em Tampa, Flórida. Ele também gravou um vídeo dirigido a Osama Bin Laden em 2006, incitando-o a "renunciar às mentiras do Islã" e vir para a fé em Cristo.

Keller pinta o centro Cristão como essencialmente a antítese do centro islâmico.

"A missão é simples," explica Keller. "Ter um lugar no marco zero," onde as pessoas podem vir para ouvir a real um direito Verdade descompromissada da Palavra de Deus, e encontrar a única esperança verdadeira que existe, a fé em Jesus Cristo!

"Vamos combater as mentiras deste mundo e o Islã com a verdade. Vamos combater o ódio do mundo e islamismo com o amor. Vamos combater a violência deste mundo, o Islã com a paz. Finalmente, vamos lutar contra a morte eterna neste mundo Islam e traz consigo a vida eterna!"

Mas nem todos os cristãos estão no mesmo barco que Keller.

Julie Clawson, autor do Everyday Justice: The Global Impact of Our Daily Choices, escreveu na revista Sojourners que "é puro medo do outro" que está causando alguns membros da oposição.

E ela vê os Cristãos vomitando mais ódio do que amor e mais juízo do que perdão.

"[Mesmo] na Igreja nós, diariamente, julgamos Muçulmanos pelas ações de alguns de seus membros," escreveu ela. "Então, enquanto nós aplaudimos as mulheres Amish por seus atos de perdão, o medo e o ódio provocado pelos acontecimentos de 11/09 ainda informam a média de opinião dos Norte-americanos com relação aos Muçulmanos. Assim, para os manifestantes, a construção de um centro muçulmano e mesquita tão perto do lugar do "Marco Zero" é apenas mais um ato de violência - uma ameaça à supremacia Norte-americana. Não há perdão dos terroristas e o rancor contra eles é estendido a todos os muçulmanos.

"é doloroso saber que muitos dos manifestantes estão ali reivindicando para representar Jesus, enquanto eles gritam a sua mensagem de ódio."

Serviços no Centro Cristão 11/09 estarão disponíveis todos os domingos no Embassy Suites. Quando ele se moverá em sua instalação permanente no próximo ano, os serviços serão realizados sete dias por semana e os visitantes serão bem-vindos para parar e orar cada dia. O programa Liveprayer também está agendado para ir ao ar a cada dia no mercado de TV da Cidade de Nova Iorque, no início do próximo ano. O centro não é uma Igreja, esclareceu Keller.

  • Victoria Osteen e seu esposo Joel Osteen, pastor sênior da Igreja Lakewood em Houston, Te...
  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
Não Perca