The Christian Post > Mundo|Ter, 23 Abr. 2013 16:44 PM EST

Tensão diminui, mas negociações ainda estão complicadas entre EUA e Coreia do Norte

PorTayguara Ribeiro | Correspondente do The Christian Post

Nos últimos dias a tensão diminuiu na Ásia, mas o clima ainda é complicado entre Coreia do Norte e Coreia do Sul e EUA.

  • Barack Obama
    (Foto: Divulgação/Oficial)
    Barack Obama faz discurso popular

Os países tentam estabelecer uma mesa de negociação, mais a situação não está nada fácil.

Como condição para abrir negociações, EUA e Coreia do Sul exigem que os norte-coreanos desmantelem suas armas nucleares e suspendam seus lançamentos de mísseis.

Por outro lado, a Coreia do Norte quer ser reconhecida como um membro nuclear, fato que foi rejeitado imediatamente pelos americanos.

A situação tem sido muito complicada na região asiática nos últimos meses. Os principais motivos são os exercícios militares conjuntos realizados por EUA e Coreia do Sul, tidos pela Coreia do Norte como uma espécie de provocação.

Além disso, a ONU e os americanos intensificaram as sanções contra os norte-coreanos por conta de testes com mísseis realizados pela Coreia do Norte no fim de 2012 e no começo de 2013.

Curta-nos no Facebook

Os norte-coreanos já orientaram os países que possuem embaixadas em seu território a retirarem os diplomatas do local, já que não sabe por quanto tempo poderá garantir a segurança dos embaixadores. O país também já ameaçou o Japão, caso o país nipônico se envolva no possível conflito na região ou atue politicamente contra os norte-coreanos.

A Coreia do Sul e os Estados Unidos elevaram seu nível de alerta por conta da possibilidade de a Coreia do Norte realizar um ou vários testes de lançamento de mísseis.

  • Victoria Osteen e seu esposo Joel Osteen, pastor sênior da Igreja Lakewood em Houston, Te...
  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
Não Perca