The Christian Post > Cristianismo|Ter, 29 Mai. 2012 15:46 PM EST

Teologia da Prosperidade provoca divisões entre pastores evangélicos no Brasil

PorAndrea Madambashi | Repórter do The Christian Post

Pregações de diferentes teologias e estilos diferentes de pregar, estão provocando conflitos entre evangélicos brasileiros.

  • cash
    (Foto: AP Images / Paul Sakuma)
    Neste 7 de outubro de 2009 fotografias, uma caixa dá o troco para um cliente da Best Buy em Mountain View, Califórnia.

Recentemente, pastores e líderes evangélicos entraram em conflito na questão da teologia pregada pelo conhecido pastor Silas Malafaia. Segundo eles, Malafaia, que era contra a teologia da prosperidade, estaria promovendo agora tal teologia depois de mostrar alguns convidados em seu programa, como Morris Cerrullo e Mike Murdock que são pregadores dessa teologia.

Em entrevista à revista Igreja, quando questionado sobre qual seria a sua resposta quanto às acusações de que ele estaria promovendo a teologia da prosperidade, Silas Malafaia negou veementemente as afirmações.

“Primeiro quem fala isto é um idiota! Desculpe a expressão, mas comigo não tem colher de chá! Por que quando é membro eu quebro um galho, mas pastor não: é um idiota. Deveria até mesmo entregar a credencial e voltar a ser membro e aprender”, disse ele à revista.

Malafaia alega que há radicalismo e confusão em torno do tema. “Finanças é um dos maiores assuntos da Bíblia. Quando chega nesta parte, muitos pastores, às vezes porque eles mesmos não dão dízimo e nem oferta e, portanto não tem autoridade para falar do assunto, querem bater em quem fala”.

Diversos pastores se sentiram ofendidos com a maneira em que Silas Malafaia deu sua resposta e também responderam a ele através de seus blogs.

Curta-nos no Facebook

“Estou estupefacto com a entrevista de Silas Malafaia quer dizer então que aqueles que combatem essa maldita teologia são idiotas? Quer dizer então que a prosperidade ensinada pelos teólogos da prosperidade é bíblica?”, escreveu o Pr. Renato Vargens.

Segundo Renato Vargens, Malafaia teria mudado radicalmente a sua atitude nos últimos tempos, estando promovendo, por exemplo, a venda da unção da prosperidade por R$ 900.

“Caro (bota caro nisso) Silas Malafaia, diante de sua afirmação gostaria de lhe dizer que eu me encaixo no quadro dos idiotas. Gostaria de lhe dizer que não desejo a sua unção financeira. Eu não almejo essa espúria unção da prosperidade. Eu não quero esse evangelho manipulador que tira dinheiro do bolso dos meus irmãos”, escreveu ele.

Recentemente, pastor Ciro Sanches Zibordi, apesar de ser também pastor da Assembleia de Deus, mostrou descontentamento com a atitude de Silas Malafaia, criticando-o por pregar a teologia da prosperidade e por “não economizar nos impropérios”.

Malafaia, entretanto, se defendeu fazendo um desafio a todos a apontarem biblicamente onde é que se encontram as falhas teológicas em sua pregação que fará no dia 2 e 9 de junho no seu programa, cujo tema será “Uma vida de prosperidade”.

“Eu vou desafiar você a apontar qual é o meu erro teológico na mensagem”.

  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
  • Wanderlei Silva no TUF Brasil...
Não Perca