The Christian Post > Cristianismo|Sex, 6 Abr. 2012 09:19 AM EST

Teólogo apresenta os 10 maiores mitos sobre a Ressurreição

PorAlex Murashko | Repórter do The Christian Post tradutor Amanda Gigliotti

Os discípulos acham que viram Jesus após a sua morte na cruz como o resultado de alucinação ou eles realmente viram um Cristo ressuscitado?

  • jesus
    (Foto: imagens do Google)
    Incredulidade de São Tomé pintada pelo italiano barroco mestre Caravaggio.

O Teólogo Mike Licona, líder do ministérios Risen Jesus (Jesus Ressuscitado), dá uma resposta a esta questão em um pequeno vídeo que é parte da série "Os 10 maiores mitos sobre a Ressurreição" que apresenta os seus ensinamentos sobre o assunto. Os dez vídeos estão disponíveis online através de sites de apologética, incluindo os Ministérios da Casa Credo.

"O mito mais comum referente à ressurreição de Jesus é de que os primeiros cristãos tiveram visões de Jesus exaltado no céu e as visões eram alucinações", disse Licona ao The Christian Post via e-mail.

A maioria dos cristãos "não têm a menor idéia" de como não apenas explicar a ressurreição, mas a forma de defender a sua fé cristã, disse ele.

"E nós estamos pagando um preço por isso em termos de nossa influência decrescente na cultura ocidental", continuou ele. "Há numerosas razões para esta situação. Talvez o principal é que a maioria dos cristãos não exigem prova de sua fé ou tentam não insistir em algo que os desafia."

O ministério de Licona é dedicado a tornar a teologia mais acessível, a fim de aprofundar a fé dos cristãos.

Curta-nos no Facebook

Ele começa o vídeo sobre o mito alucinação, explicando que os historiadores acreditam que estavam alucinados no século primeiro e certamente era o vinho. Ele então começa a levar o caso para a possibilidade de alucinação retoricamente - como se ele estivesse defendendo a posição.

"Assim, talvez estivessem alquebrados por lamentos. Eles se entregaram às bebidas, eles tomaram drogas. Eles experimentaram essas alucinações de luto. Eles achavam que eram aparições de Jesus, porque eles estavam alucinados e convencidos de que ele foi ressuscitado dentre os mortos", diz Licona no vídeo.

Mais tarde no vídeo, ele diz, "Agora pensem nisso. Os relatórios dizem que não um, não dois, mas todos os 100 por cento dos discípulos de Jesus vivenciaram uma aparição visual de Jesus. Isso é impensável em termos do que sabemos sobre alucinações. Isso também não explica sua aparição para Paulo. Jesus teria sido a última pessoa no mundo que Paulo teria gostado de ver.

"Assim, a hipótese da alucinação sofre de uma série de problemas. Há muitos mais", concluiu. Um DVD disponível no site do ministério explica em pormenores como a visão alucinação é "absolutamente insustentável".

Alguns dos outros 10 maiores mitos apresentados nos vídeos por Licona incluem temas intitulados "Contradições na Bíblia", "Paralelos pagãos nas religiões de mistério", e "teoria da morte aparente".

O Fundo de Licona inclui ele sendo entrevistado por Lee Strobel por seu livro O Caso para o Jesus Real e aparecendo no vídeo Strobel O Caso de Cristo. Livros dos quais ele é autor ou co-autor incluem, A Ressurreição de Jesus: Uma Nova Abordagem historiográfica, Paul Meets Muhammad, e O Caso da Ressurreição de Jesus. Ele é membro da Sociedade Filosófica Evangélica, o Instituto de Pesquisa Bíblica e da Sociedade de Literatura Bíblica.

Na Web risenjesus.com.

  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
  • Wanderlei Silva no TUF Brasil...
Não Perca