The Christian Post > Tecnologia|Ter, 29 Jun. 2010 17:16 PM EST

Universidade de Liberty Rebaixa Ergun Caner Depois de Investigação

PorJennifer Riley | Repórter do Christian Post tradutor Amanda Gigliotti

A Universidade de Liberty rebaixou Ergun Caner, o primeiro ex-Muçulmano a tornar-se decano do seminário, depois de investigar alegações feitas sobre seu passado religioso.

Em uma declaração feita na sexta-feira, o Lynchburg, Universidade de Virgínia, disse que o comitê de investigação concluiu que Caner fez “declarações factuais que são auto-contraditórias.” Caner não irá mais ser decano do Seminário Teológico Batista de Liberty, em 30 de junho, quando seu contrato expira, mas irá estar como professor para o ano de 2010 até 2011.

“O comitê não descobriu nenhuma evidência para sugerir que Dr. Caner não foi um Muçulmano que se converteu ao Cristianismo quando adolescente, mas, ao invés, encontrou discrepâncias relacionadas em questões como datas, nomes, e lugares de residência,” lê-se na declaração.

Caner, que ganhou destaque depois do ataque terrorista de 9/11 com um especialista sobre Islã, foi acusado por blogueiros por meses de embelezar as partes de sua origem Muçulmana. Entre os detalhes na questão em como foi devotar sua família Muçulmana, realmente, onde ele cresceu, quando ele se converteu, e quanto conhecimento ele possui sobre o Corão.

Blogueiros ofereceram vários testemunhos sobre a educação Muçulmana de Caner, incluindo alegações populares que sua família foi, nominalmente, Muçulmana e que ele foi educado pela mãe Cristã depois de seus pais se divorciarem.

Um muçulmano inglês também postou vídeos acusando Caner de ter pouco conhecimento sobre o Islã, apontando para o seu frequente mal uso de termos Islâmicos, mal pronunciações, e confusão quanto às crenças Muçulmanas.

Curta-nos no Facebook

Outros levantaram outras questões como o de ele ter se envolvido em jihad Islâmico e engajado em debates apologéticos com Muçulmanos proeminentes.

Caner se desculpou, de acordo com a Universidade de Liberty, pelas “discrepâncias e distorções” que resultaram na investigação interna.

Contudo, as críticas não se satisfazem com punição e querem que a escola e Caner sejam mais abertos sobre a controvérsia.

“Se um estudante mentisse, ele iria ser expulso. Quando o presidente/decano do seminário teológico mente ele tem seu contrato finalizado e oferecido a outro,” reclamou um blogueiro Cristão Canadense no site Bene Diction Blogs On.

Um blogueiro reclamou que Caner não esclarece “em nenhum nível” pelo que está se desculpando e “a falta de clareza em sua declaração breve indica um problema de integridade.”

Um outro blogueiro, Jax Watchdog da FBC, comentou: “Infelizmente, a Universidade não irá nunca ser capaz de apagar a vergonha que mobilizou blogueiros de Internet e eu mesmo e muitos outros, incluindo Mohammad Khan para, finalmente, ter uma ação da Universidade de Liberty sobre essa questão importante.”

A Universidade de Liberty é a maior Universidade Cristã no mundo, com, aproximadamente, 12.000 estudantes residentes e mais de 45.000 estudantes online. A escola foi fundada pelo líder do Christian Right, o Rev. Jerry Falwell em 1971. Sob a liderança de Caner, as matrículas do seminário de Liberty triplicaram para em torno de 4.000 estudantes.

  • Victoria Osteen e seu esposo Joel Osteen, pastor sênior da Igreja Lakewood em Houston, Te...
  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
Não Perca