The Christian Post > Cristianismo|Sex, 26 Jul. 2013 12:10 PM EST

Vereadora quer criar Carnaval Gospel em Fortaleza

Germana Soares é evangélica e já defendeu o deputado federal Marco Feliciano

PorMaria Carolina Caiafa | Correspondente do The Christian Post

A vereadora Germana Soares (PHS) apresentou o projeto de lei 186/2013 para criar o Carnaval Gospel em Fortaleza, capital do Ceará (CE). Segundo sua proposta, o evento aconteceria anualmente paralelamente aos festejos seculares.

  • Germana Soares (PHS)
    (Foto: Divulgação/Câmara Municipal de Fortaleza)
    A vereadora de Fortaleza (CE), Germana Soares (PHS), é evangélica e já defendeu o deputado federal Marco Feliciano.

Estão previstos desfile de rua na sexta-feira e outras comemorações nos demais dias entre o domingo e a terça-feira de carnaval. Segundo a redação inicial da norma, “as melodias utilizadas no Carnaval Gospel de Fortaleza serão de estilo compatível aos ritmos usados nos festejos carnavalescos [e] os músicos e artistas convidados [...]serão de Igrejas Evangélica locais e de outros Estados”. As despesas seriam por conta de dotações orçamentárias próprias do município.

Segundo informações da Câmara Municipal de Fortaleza, o projeto encontrava-se na Comissão de Legislação, aguardando o parecer do relator, vereador Benigno Júnior (PSC), no dia 18 deste mês.

A parlamentar destacou a importância da música gospel como expressiva manifestação cultural e disse que o evento proposto já acontece em outros locais pelo Brasil. “A ideia de promover o Carnaval Gospel de Fortaleza [CE], a exemplo do que já acontece em cidades como Rio de Janeiro [RJ], Londrina [PR], Olinda [PE] e Ouro Preto [MG], é oferecer aos cidadãos fortalezenses uma festa de cunho popular diferente, em meio às comemorações do período de carnaval”, explicou a vereadora.

Germana é evangélica e já chegou a defender o deputado federal Marco Feliciano (PSC-SP) que foi amplamente criticado, principalmente de grupos LGBT, por sua nomeação para presidente da Comsisão de Direitos Humanos e Minoria da Câmara.

“Nós [parlamentares] temos o direito de defender aquilo que acreditamos, não fomos nomeados e nem indicados por ninguém. Represento o povo que me elegeu. Acredito na família e nos valores cristãos, será que estou errada por pensar diferente, será que sou homofóbica? [...] Ele [Feliciano] não foi parar lá [Congresso] atoa, ele representa o sentimento destas pessoas, representa as famílias deste país [...] Acredito na palavra de Deus e me alimento dela. Tento dá o melhor de mim e eu preciso que respeitem a minha opinião, o pastor Marco Feliciano precisa ter uma chance para mostrar à quê veio”, disse ela em abril deste ano (2013) ao jornal local O Estado. Nessa ocasião, ela lembrou que Feliciano recebeu mais de 200 mil votos.

Curta-nos no Facebook

  • Victoria Osteen e seu esposo Joel Osteen, pastor sênior da Igreja Lakewood em Houston, Te...
  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
Não Perca