The Christian Post > Tecnologia|Seg, 18 Fev. 2013 15:04 PM EST

Viagens espaciais fortalecem a fé, afirmam astronautas da NASA

PorGiana Guterres | Correspondente do The Christian Post

Os astronautas cristãos Mike T. Good e Mike Massimino são populares nos EUA, com milhares de seguidores nas redes sociais e dando palestras sobre o que viveram. Os dois já participaram de missões importantes, entre as quais, a com a nave Atlantis. Eles afirmam terem renovado sua fé em Deus após observarem do espaço a maravilha da criação.

  • asteroide
    (Foto: Reprodução/NASA)
    No dia da passagem, a Nasa estará monitorando a movimentação do asteroide, que passará perto da Terra

Contrariando o pensamento popular de que ciência e fé nãopodem caminhar juntas, na NASA, a fé parece ter um papel importante. Em outras ocasiões já foram divulgadas informações de que astronautas levam Bíblias durante suas viagens. O astronauta Massimino contou que a oração é mais comum entre os astronautas do que se pensa.

“Eu orei muito para realizar todo o trabalho com sucesso e realmente me sinto mais perto de Deus”. O porta-voz do Centro Espacial informa que “a NASA não fornece recursos espirituais, mas objetos religiosos como cruzes, Bíblias, imagens e orações estão entre os itens pessoais mais comuns nas viagens ao espaço”.

O Coronel Goog esteve duas vezes no espaço, sendo uma na histórica missão que colocou o telescópio Hubble em órbita. “Dizem que não há ateus nas trincheiras, e provavelmente não há nenhum nos foguetes espaciais”, afirma o coronel.

Já Massimino, que também esteve na mesma viagem, confessou sonhar em ser astronauta desde criança. “Eu tinha seis anos quando Neil Armstrong pisou na lua. Mas a visão da Terra… é tão impressionante ver a Terra do espaço! Nós podemos treinar nos simuladores, mas nada pode prepará-lo para o que seus olhos verão ao perceber a grandeza do espaço e beleza da Terra… Não consigo descrever em palavras, mas posso dizer que quando fiz a caminhada espacial o pensamento que me veio é que eu estava no céu”, afirmou o mesmo.

Massimino também falou sobre o céu e o inferno: “Quando criança aprendi que o céu estava em cima e o inferno, embaixo. À medida que envelhecemos, entendemos que não é possível pensar nesses termos. Nada do que temos aqui irá conosco, por isso o mais importante é lembrarmos que o Evangelho de Mateus nos diz para não nos preocuparmos com o amanhã.”

Curta-nos no Facebook

São conhecidas várias histórias de cristãos na NASA. Por exemplo, a do astronauta Buzz Aldrin, que em sua viagem à Lua orou e levou consigo um pedaço de papel com o trecho de Salmo 8:3-4. Também em janeiro de 1971, dois tripulantes da Apollo 14, Shepard e Mitchell, deixaram na superfície lunar um pacote com uma Bíblia em microfilme e o primeiro versículo de Gênesis em 16 idiomas.

Grande parte dos funcionários do Centro Espacial Johnson, em Houston, Texas, frequentam a Igreja Presbiteriana Webster ou as paróquias católicas de Santa Clara de Assis e de Saint Paul. Um dos líderes da Saint Paul diz que o pessoal da NASA “desfrutam de visão que os sacerdotes não têm, pois podem falar da glória da criação de Deus a partir do espaço”.

  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
  • Wanderlei Silva no TUF Brasil...
Não Perca