The Christian Post > Mundo|Qua, 26 Jan. 2011 14:52 PM EST

Visão Mundial: Espaço Amigável em Progresso para Ajudar as Crianças da Tragédia do Rio de Janeiro

PorAmanda Gigliotti | Repórter do The Christian Post

Chega a 836 o número de mortos segundo informações divulgadas na manhã de hoje pela Polícia Civil e prefeitura de Teresópolis, na região afetada pelas chuvas no Rio de Janeiro, Brasil.

  • Visão Mundial-christian-post
    (Foto: Visão Mundial)
    A Visão Mundial Brasil deu início à captação de recursos e prepara o “Espaço Amigável para Crianças” na região Serrana do Rio de Janeiro, lugar recentemente devastado pelas chuvas.

Em meio à tragédia, o drama que está mobilizando as cidades da Região Serrana do Rio de Janeiro, são as crianças que perderam seus pais. O número total de crianças órfãs ainda é desconhecido pelas prefeituras da região serrana do Rio.

De acordo com a Secretaria Nacional de Direitos Humanos, Maria do Rosário, cerca de 3.600 crianças e adolescentes estão em abrigos em Nova Friburgo e em Teresópolis.

Após reunião com a presidente Dilma Rousseff, Rosário divulgou que será feito um ordenamento, um protocolo de como atender emergencialmente crianças e adolescentes, preservando os seus diretos.

“O Brasil precisa ter infraestrutura, estar preparado pra discutir moradias, áreas de risco, tudo o que já foi discutido, mas também precisa de atendimento humano e a abordagem a essas crianças,” declarou.

Empresas públicas e privadas, além de ONGs (Organizações Não Governamentais) e voluntários, também estão ajudando e recebem doações.

Curta-nos no Facebook

Equipes da Visão Mundial estão neste momento avançando nas instalações do Espaço Amigável, na região afetada, segundo último comunicado. O Espaço Amigável disponibiliza instalações físicas com atividades pedagógicas e lúdicas às crianças vítimas da tragédia

Iniciando por Nova Friburgo, o Espaço Amigável disponibilizará espaços físicos com atividades pedagógicas e lúdicas às crianças vítimas da tragédia. Além de Nova Friburgo outras cidades foram mais atingidas pela tragédia na região como Teresópolis, Petrópolis, Sumidouro e São José do Vale do Rio Preto.

“Nossa equipe de Emergência continua indo a Nova Friburgo (RJ) para coordenar a instalação do Espaço Amigável para Crianças naquela cidade,” informou a organização.

Segundo a organização muitas parcerias foram feitas para a realização e progresso do trabalho.

“Além da Igreja Metodista Central e Defesa Civil, conseguimos apoio de entidades locais, que disponibilizarão espaços físicos para a prática de atividades esportivas e de recreação, além de professores e profissionais de saúde.”

Para a instalação do Espaço que deve ocorrer na primeira semana de fevereiro, a Igreja Metodista Central está fazendo um inventário dos itens disponíveis a partir da lista de materiais a serem utilizados no Espaço (logística, armazenamento), bem como os potenciais fornecedores dos insumos faltantes.

“Estão sendo feitos o levantamento de mais entidades locais que irão contribuir com cessão de espaço e outros recursos.”

A articulação com demais atores locais será necessário, sobretudo com governo local (educação, saúde e ação social) e judiciário para participarem da próxima reunião, que será realizada dia 27 de janeiro.

“A capacitação dos profissionais deverá acontecer entre os dias 31 de janeiro e 4 de fevereiro, para que as atividades sejam iniciadas em 7 de fevereiro,” informou.

Com relação às doações a Visão Mundial é otimista informando que elas “estão indo muito bem.” A organização tem o apoio de pessoas físicas, que diariamente entram no site para fazer doações. Além disso, a organização firmou parceria com a Microsoft, que está fazendo uma campanha interna para doação através de seus funcionários no Brasil e nos EUA.

“Em breve, devemos selar um acordo com a Fundação Telefônica e outros parceiros, que deverão abrir a possibilidade para a instalação de mais dois Espaços Amigáveis para Crianças em Friburgo e também Teresópolis.”

Além da atuação localizada por meio dos Espaços Amigáveis, a Visão Mundial também se preocupa em assumir o desafio de estabelecer um projeto que busque uma mudança pro-criança nas áreas afetadas.

“Essa atuação pode estabelecer protocolos de procedimento e desenhar ações de recuperação em toda a área e até contribuir para mudanças nas políticas de atenção pós-evento.”

Para Eduardo Nunes, Diretor Regional da Visão Mundial Latin América e Caribe, a Visão Mundial trata os Espaços Amigáveis como uma tecnologia baseada em um princípio político: “Crianças Primeiro.”

“Emergências têm sido baseadas em operação, mas uma tecnologia se difunde por conhecimento e uma política por influência. E influenciar em uma situação como esta (onde há atenção governamental e um grande interesse da sociedade) é uma oportunidade de mudar parâmetros também para outras regiões,” disse.

A convite da Defesa Civil Nacional, técnicos da Visão Mundial participaram de um treinamento que estabelece protocolos de atendimentos em emergência a quatro grupos distintos: gestantes, crianças e adolescentes, idosos e pessoas portadoras de deficiências.

“O intuito foi desenvolver uma metodologia comum aos órgãos de Defesa Civil e Agências Humanitárias para atendimento específico destas pessoas (mais vulneráveis) em situações de emergência,” declarou a organização.

  • Victoria Osteen e seu esposo Joel Osteen, pastor sênior da Igreja Lakewood em Houston, Te...
  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
Não Perca