The Christian Post > Entretenimento|Qua, 20 Fev. 2013 18:31 PM EST

Zumbis viram ‘moda’ em filmes e vídeos satirizando Jesus e desagradam cristãos

PorGiana Guterres | Correspondente do The Christian Post

Não é de hoje, que zumbis tem feito sucesso como temas de filmes, clipes musicais, roupas e séries televisivas. De “Thriller”, de Michael Jackson a série “The Walking Dead”, o mundo zumbi é tema de sites, histórias em quadrinhos e publicações. Com o sucesso da série televisiva “The Walking Dead”, o tema tem ficado cada vez mais popular.

  • Fist of Jesus
    (Foto: Divulgação)
    Cartaz do curta-metragem "Fist of Jesus" ("Punho de Jesus", em inglês). Filme foi lançado no YouTube em 11 de fevereiro.

Como um dos últimos lançamentos polêmicos foi o filme intitulado “Fist of Jesus”, Punho de Jesus em português, Jesus veio a Terra para acabar com zumbis, e não com o pecado como mostra a Bíblia. A abertura mostra Jesus pregando em um monte, falando sobre amar aos inimigos. Na sequência, o personagem de Jesus afirma que é a ressurreição e a vida quando toma conhecimento da morte do amigo Lázaro, convocando todos os presentes a o seguirem e contemplarem o milagre de Deus.

Ao chamar Lázaro para levantar e andar, este desperta como zumbi (sendo considerado o primeiro da história), que mata outras pessoas que, por sua vez, se tornam também zumbis. Jesus, com a ajuda de Judas, enfrentam os zumbis, em uma sangrenta matança.

O filme vem em meio a outros combinando também mortos-vivos com temática religiosa. Em 2007, por exemplo, foi lançado “Zombie Jesus”. O roteiro tem como personagem principal um Jesus-zumbi. Ele mata as pessoas de “maneira bíblica”, colocando coroa de espinhos, transformando água em sangue, multiplicando peixes, dando lepra. A história gira em torno de um pastor televisivo e carpinteiro que vai combater o Jesus do mal.

Outro vídeo polêmico que se popularizou no YouTube foi “The passion of zombie Jesus”, A paixão de Jesus Zumbi em português. O curta é um filme trash, porém com mais de um milhão de visualizações. A história traz a crucificação de Jesus e sua ressurreição como morto-vivo, atacando seus seguidores. “Um filme de blasfêmia bíblica. O filme mais sacrílego na história humana”, afirma o descritivo.

O cristão Ezequiel Herbstrith acompanha a série televisiva “The Walking Dead”. Para ele, “Acredito que é prejudicial para alguns cristãos sim, pois fazem com que cenas de violência explícita não causem tanto impacto (...), faz com que momentos de coisas que para nós são erradas, se tornem normais... mas alguns também conseguem separar isso, e tirar conclusões boas... Acredito que depende do tipo de cristão”, afirmou.

Curta-nos no Facebook

Ezequiel se declara contra as sátiras envolvendo Jesus.“Essas sátiras são, para mim cristão, falta de respeito. Para mim esse tipo de humor não serve, pois tenho para mim Jesus como algo sagrado e santo, estariam zombando diretamente de Deus. Mas muitos comediantes, tem isso como comédia, simples comédia da mesma forma que fazem comédia de homossexuais, católicos, umbandistas, filmes e pessoas. Para eles acredito que seja comédia, humor. Mas pessoalmente é falta de respeito”, diz Ezequiel.

  • ...
  • Brasileirão 2013: tabela de classificação completa após 1ª rodada...
  • Protestos ocorrem com a aprovação do casamento gay na França....
  • Wanderlei Silva no TUF Brasil...
Não Perca